Início » Armindo Araújo vence Vodafone Rally de Portugal

Armindo Araújo vence Vodafone Rally de Portugal

O piloto Armindo Araújo venceu, esta sexta-feira, a prova do Campeonato Portugal de Ralis no Vodafone Rally de Portugal. Um evento onde o piloto, navegado por Luís Ramalho e ao volante de um Skoda Fabia Rally2 Evo, liderou de início ao fim e estabeleceu o melhor tempo entre os portugueses em cinco das oito especiais. 

Conseguimos fazer tudo aquilo que queríamos. Somámos a pontuação máxima para o campeonato nacional, vencemos a Power Stage e passámos para a liderança da competição. Agora vamos continuar o rali, divertirmo-nos e tentar ser a melhor equipa portuguesa no final”, frisou o atual campeão. 

Na segunda posição terminou Bernardo Sousa, também em Skoda Fabia R5. O madeirense fez dupla com Victor Calado e assumiu-se como o principal opositor na discussão da vitória, mostrando rapidez neste regresso à competição, ao ser o mais rápido entre a comitiva lusa em três classificativas. A diferença entre os dois primeiros cifrou-se em 14s. “É fantástico estar de volta, depois de demasiado tempo afastado das corridas. Durante boa parte da prova acreditei que podia vencer o evento nacional”, frisou o piloto que, no entanto, se mostrou satisfeito com a prestação na ronda lusa. Ricardo Teodósio, com dificuldade em ser rápido com pneus duros no seu Skoda Fabia Rally2 evo, fechou o pódio, já a 1m22.6s do vencedor. 

Este foi um exigente rali que colocou várias dificuldades aos concorrentes portugueses. Bruno Magalhães ficou no quarto posto, numa edição marcada por problemas mecânicos no Hyundai NG i20. As barras estabilizadoras cederam durante a secção da manhã e o piloto, em consequência, penalizou em 30s para tentar minimizar os danos. No polo oposto, a dupla Paulo Neto/Victor Hugo realizou um rali sem problemas, com o Skoda Fabia R5 a terminar no quinto posto. 

Já José Pedro Fontes e Inês Ponte capotaram o seu Citroën C3 Rally2 logo na especial de abertura, incidente que viria a condicionar toda a prova. Ainda assim, conseguiram concluir o rali no sexto lugar, seguidos do Citroën C3 Rally2 de André Villas Boas e Gonçalo Magalhães.